Compras e viagens parecem andar de mãos dadas. De fato, alguns dos primeiros viajantes zarparam no que tecnicamente poderia ser chamado de “expedições de compras”, explorando o mundo na esperança de voltar para casa com mercadorias exóticas não disponíveis localmente.

Muitos dos viajantes de hoje não são diferentes, embora geralmente procurem a lembrança perfeita para lembrá-los de suas experiências. Independentemente de você estar em busca de roupas, arte ou decoração, fazer compras no exterior pela primeira vez pode parecer assustador e pode ser caro se você não tomar cuidado.

Aqui estão algumas dicas para ajudar você a economizar dinheiro e garantir que você voltará para casa com uma lembrança acessível que você valorizará nos próximos anos.

Encontre compras no exterior em promoção

Em alguns lugares (principalmente na Europa), as promoções ocorrem apenas em determinadas épocas do ano. Por exemplo, em Paris, as promoções ocorrem duas vezes por ano durante seis semanas, começando no início de janeiro e no final de junho. Nos EUA, as promoções são mais comuns, só mudando algumas datas em relação ao Brasil.

Embora você não queira planejar toda a sua viagem com base nas vendas, certamente ajuda a verificar a programação antes de definir as datas da viagem; se as vendas começarem ou terminarem dentro de alguns dias da sua visita planejada, você poderá alterar ligeiramente as datas.

Se não houver grandes vendas durante a sua visita, consulte o jornal semanal local para obter avisos de promoções menores, fechamento de lojas e vendas de garagem. E não se esqueça dos brechós, que sempre vendem roupas de grife e objetos usados com desconto.

Priorize comprar fora do Brasil as especialidades

Para muitos de nós, comprar algo que é especial para a região, como uma cabaça mate no Uruguai, uma garrafa de porto no Porto, é garantia de sucesso. Mais do que qualquer outra lembrança, é isso que mais nos lembrará da viagem quando voltarmos para casa. Além disso, os produtos fabricados localmente, especialmente se comprados diretamente ao artesão, podem ser muito mais baratos sem intermediários, impostos de importação e extras de varejo.

Comprar o local não economiza dinheiro automaticamente. Roupas Prada são tão caras na Itália quanto nos EUA (talvez mais dependendo da taxa de câmbio). Se você deseja ter uma marca de grande nome local, verifique se eles têm uma loja onde vendem mercadorias com desconto.

Economize espaço enviando por carta ou compre pela internet

É decepcionante se apaixonar por algo em uma viagem e depois perceber que você não tem espaço para levá-lo para casa. Geralmente, você pode enviá-lo da loja (pague apenas com um cartão de crédito que ofereça proteção caso o item nunca chegue) ou da agência postal local, mas isso pode custar caro.

Em vez disso, deixe espaço na sua bolsa para algumas lembranças. Outra opção é fazer uma mala pequena e vazia na sua mala, para que você tenha sempre uma segunda mala que possa levar ou verificar, caso precise de espaço extra.

Por último, pesquise se o preço comprando pela internet no Brasil sai um valor semelhante ou que valha mais a pena comprar no Brasil.

Funcionamento de compras no exterior

Comprar no exterior economizando vai te ajudar a manter mais dinheiro na carteira para não estragar suas finanças quando voltar. (Foto: Travel Agent Central)

Conheça o seu tamanho e saiba como escolhê-lo!

Ao comprar roupas e sapatos, lembre-se de que os tamanhos diferem em todo o mundo. Você pode usar um sapato de 8,5 nos EUA, o que significa 6 no Reino Unido e 39 na Europa. Você pode achar que conhece os números agora, mas pode não saber quando estiver comprando tamanhos no balconista tcheco ou quando um vendedor estiver perguntando por que todos os sapatos sul-africanos que estiver experimentando são absurdamente grandes.

Se você não sabe o seu tamanho e não consegue falar o idioma, ainda pode encontrar o ajuste certo, mas a experiência pode ser frustrante e demorada. Obviamente, se você estiver viajando com um smartphone, é fácil pesquisar no Google o tamanho e a tradução correta, mas, se não, basta alguns minutos de pesquisa para se preparar.

Duas maneiras de economizar

Então, você encontrou algo que ama e valorizará nos próximos anos. Você tem espaço para isso na sua mala, se for um item de roupa adequado, feito localmente e sempre o lembrará da sua viagem e até estará à venda, mas ainda está fora do seu orçamento. Você pode comprá-lo de qualquer maneira, apenas ir embora ou ver se há uma maneira de pechinchar o preço.

Dependendo dos costumes do país que você está visitando e das políticas de determinado fornecedor, a negociação pode ser uma opção. É sempre aconselhável pesquisar os costumes de um lugar antes de começar a fazer compras, mas se você não souber, não faz mal perguntar educadamente: “Esse é o melhor preço que você pode oferecer?” Basta ter uma ideia do que você está disposto a pagar e estar preparado com uma contraproposta.

Você também pode economizar com um reembolso dos impostos. Em alguns países, os visitantes têm o direito de recuperar uma parte dos impostos pagos sobre as mercadorias. As condições variam, mas geralmente você precisa gastar uma certa quantia em uma loja que participa do programa, preencher um formulário e manter seu recibo. Antes de sair do país, apresente a documentação (geralmente em um banco ou escritório no aeroporto) para receber seu reembolso.

Dependendo dos impostos pagos e da porcentagem do reembolso recebido, isso pode definitivamente reduzir custos. Por exemplo, na Islândia, o imposto sobre o IVA pode chegar a 26%.

A opção de ir embora ou comprá-lo depende do seu orçamento e do que você precisa sacrificar para fazê-lo funcionar. Vale a pena? Se comprar esse objeto significa ter de economizar sem comprar quase nada por uma semana, provavelmente não. Mas se você precisar sacrificar algumas bebidas no bar, pode ser um investimento valioso.

Está em cima do muro sobre algo? E se você puder pagar tecnicamente, mas não tem certeza? Vá embora, mas se ainda estiver pensando no item várias horas depois, volte e compre.

Ficou alguma dúvida? Como vocês fazem para economizar em compras no exterior? Deixem nos comentários suas perguntas!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)