Há sempre um incentivo para os proprietários consumirem menos energia mudando a maneira como usam seus aparelhos. Por exemplo, você pode economizar dinheiro em suas contas de eletricidade, gás e água lavando apenas cargas completas em sua máquina e usando configurações de água fria sempre que possível. Você também pode secar as roupas ao ar livre durante os meses mais quentes, para evitar o uso da secadora.

Essas práticas não apenas podem ajudar a economizar nas contas de serviços públicos, mas a atualização para aparelhos mais eficientes também pode trazer economias significativas. Mas um aparelho economizador de energia funciona para te ajudar a poupar dinheiro? O que eu posso fazer para economizar mais energia em casa?

Aparelho economizador de energia funciona?

Não. Alguns deles funcionam desligando eletrodomésticos como geladeiras, que não devem ser desligados. Outros simulam economias que não existem. A verdade é que todos eles são algum tipo de golpe para tirar dinheiro dos “espertinhos” que acham que podem economizar usando caminhos mais fáceis.

O que essas pessoas não sabem é que é fácil economizar, sabendo pesquisar e encontrar os eletrodomésticos certos para sua casa. Para isso, seguir as dicas abaixo vai te ajudar a sempre obter os mais econômicos.

Escolha o tamanho certo de eletrodoméstico ao invés de um poupador de energia elétrica

Para sistemas HVAC (e para aparelhos menores), o tamanho é importante. Os aparelhos de ar condicionado pequenos demais deverão permanecer ligados por períodos mais longos, o que reduz a eficiência. Você pode ficar tentado a errar no lado maior, mas isso também pode causar problemas de eficiência, porque os aparelhos de ar condicionado de grandes dimensões ligarão e desligarão com mais frequência.

Então, qual o tamanho perfeito para você? O desempenho do HVAC é geralmente medido usando uma variável chamada BTU (unidade térmica britânica). Uma casa entre 185 metros quadrados e 230 metros quadrados requer um sistema HVAC que ofereça 34.000 BTU por hora. Uma habitação menor de cerca de 92 metros quadrados a 110 metros quadrados precisará apenas de uma unidade com 21.000 a 24.000 BTU por hora.

Esse mesmo princípio também pode ser aplicado a outros aparelhos: você pode maximizar a eficiência sempre lavando uma carga completa de roupas, mas se você nunca tiver roupas sujas o suficiente para encher uma máquina de lavar de grandes dimensões, não vale a pena. O tamanho certo para um dispositivo é aquele que se adapta às suas necessidades de uso. E muitos consumidores, infelizmente, compram muito além do que realmente precisam.

Compre aparelhos com configurações de economia de energia

As configurações de economia de energia são importantes para máquinas de lavar louça. Se os pratos estiverem levemente sujos, eles ainda ficarão limpos após uma lavagem leve; um ciclo de lavagem com potência total usaria mais energia e mais água do que o necessário. Uma configuração “eco” (ou configuração de “economia de energia”) permite economizar energia e água sempre que possível, sem sacrificar a capacidade de uma limpeza pesada quando necessário.

As máquinas de lavar também podem ter uma configuração semelhante, mas é menos crucial nesse caso – você pode fazer sua própria opção de “economia de energia” selecionando água fria e uma configuração de “serviço leve” ou “lavagem à mão”.

Dispositivos de economia de energia

Poupe energia de verdade com aparelhos mais econômicos, e não com dispositivos falsos que não economizam nada. (Foto: Green Planet USA)

Perceba que os aparelhos têm duas etiquetas de preço

A maioria das pessoas analisará apenas o custo inicial de um novo eletrodoméstico, sem considerar o preço “oculto”: o custo estimado de operação do eletrodoméstico ao longo de sua vida útil.

Modelos energeticamente eficientes costumam ser mais caros que seus pares comuns. No entanto, os requisitos de energia mais baixos – uma média de 20% menos para os refrigeradores com selo PROCEL A, por exemplo – economizarão dinheiro a longo prazo. Os aparelhos com selo Procel podem ser mais baratos também, e como são mais populares, podem ser mais baratos.

Verifique o selo PROCEL

Os aparelhos certificados PROCEL são marcados com um adesivo especial, mas também há para a maioria dos aparelhos uma etiqueta. Esses adesivos fornecem as estatísticas de eficiência para esse dispositivo específico, incluindo noções básicas como tamanho e modelo, além de custos operacionais anuais estimados e consumo de energia.

Embora exibam apenas os custos médios de uso, as etiquetas PROCEL oferecem informações sobre quanto dinheiro você pode gastar ou economizar em energia ao longo da vida útil do dispositivo.

Entenda quando o design é importante

Os refrigeradores modernos vêm em muitos estilos diferentes, com eficiências variadas. As unidades de refrigerador com o freezer na parte superior ou inferior geralmente são mais eficientes do que as unidades com portas lado a lado. Recursos extras, como máquinas de fazer gelo e dispensadores de água, embora proporcionem uma comodidade, aumentarão o consumo de energia da geladeira.

Veja se você pode encontrar uma fonte de energia mais barata

O tipo de fonte de energia pode ser uma variável importante no custo operacional geral do aparelho, principalmente para aquecedores de água. Em muitos casos, o gás natural é uma opção de combustível mais barata que a eletricidade – mas as unidades de gás natural custam mais para instalar, especialmente se a casa atualmente não usar gás natural. Algumas empresas de energia também podem oferecer tarifas mais baixas fora do horário de pico, o que pode ajudar a reduzir o custo de operação do dispositivo.

Decida se os aparelhos inteligentes valem o investimento

Aparelhos inteligentes são conectados a sistemas de gerenciamento de energia programáveis ​​em casa. Você pode conectar um sistema HVAC, por exemplo, a um termostato programável. Geladeiras e lava-louças inteligentes também estão no mercado. Com um termostato programável, você pode criar sua própria estratégia de eficiência – como diminuir o calor quando ninguém estiver em casa ou quando todos estiverem dormindo debaixo das cobertas.

Saiba o que priorizar nos aparelhos

Certos aparelhos consomem mais energia do que outros, portanto, faz sentido substituir primeiro os aparelhos menos eficientes e que consomem menos energia. As geladeiras são um dos eletrodomésticos com maior consumo de energia. Os modelos PROCEL podem economizar 15% nos custos das concessionárias em comparação aos modelos padrão e 40% em comparação aos refrigeradores convencionai.

Em áreas com altos custos de água, uma nova máquina de lavar com certificação PROCEL usa 45% menos água que os modelos padrão, tornando-a um primeiro investimento prático. Os aparelhos de casa inteira também oferecem o potencial de economia substancial com uma atualização. Os aparelhos de ar condicionado são 20% mais eficientes agora do que há 10 anos e caldeiras e fornos com mais de 15 anos são 15% menos eficientes do que os modelos atuais.

Comece determinando quais dos seus aparelhos atuais precisam de mais energia para operar. Em seguida, descubra qual desses aparelhos você pode atualizar para o maior salto de eficiência e maior economia mensal de serviços públicos. Não deixe que o preço o impeça, e planeje direito a compra para suas economias. Só não tente pegar atalhos com aparelhos de economizar energia.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)