Viver frugalmente significa estar no controle de suas finanças, o que às vezes pode parecer um trabalho de tempo integral à medida que sua vida fica mais ocupada. Quem tem tempo para fazer todas as pequenas coisas para economizar dinheiro, como recortar e usar cupons ou encontrar maneiras de cortar custos com projetos do tipo faça você mesmo? Algumas dessas “tarefas” de finanças pessoais muitas vezes caem no esquecimento.

Mas existem algumas maneiras simples de organizar suas receitas e despesas de forma a contribuir para seu sucesso financeiro. Este guia de quatro etapas o ajudará a determinar seu patrimônio líquido, definir metas financeiras, controlar seus gastos e criar um orçamento.

Como organizar as finanças começando pela seu patrimônio?

Seu patrimônio líquido – o total de todos os seus ativos menos seus passivos – pode dizer muito sobre sua saúde financeira atual e ajudá-lo a planejar seu futuro financeiro. Descubra qual é o seu patrimônio líquido agora. Em seguida, adquira o hábito de recalcular o patrimônio líquido anualmente ou sempre que houver uma mudança significativa em suas finanças.

Pode ser tentador pular esta etapa, mas determinar seu patrimônio líquido pode ser a parte mais importante da organização de suas finanças.

Seu patrimônio líquido é o dinheiro que você embolsaria se vendesse tudo o que possui e pagasse todas as suas dívidas. Se você der uma olhada firme e honesta e determinar esse número simples, poderá trabalhar de trás para frente para criar um orçamento, definir metas financeiras, controlar seus gastos e, por fim, assumir o controle de suas finanças.

Organização financeira

A organização financeira demanda disciplina para que seu dinheiro tenha o melhor destino possível. (Foto: Wondermom Wannabe)

Defina metas financeiras

Para colocar suas finanças em ordem, primeiro você precisa decidir o que espera realizar. Você quer economizar para sua aposentadoria, férias, educação universitária de seu filho, um carro novo ou uma casa? Você espera saldar dívidas ou criar um fundo de emergência? Passe algum tempo identificando seus objetivos financeiros – grandes e pequenos – e coloque-os no papel.

Um plano financeiro pode ajudá-lo a se preparar para qualquer que seja essa grande despesa com o mínimo de preocupação. Se você reservar um tempo para plantar as sementes para o seu futuro, criando um plano com objetivos claros e um cronograma específico, você colherá as recompensas anos depois.

Monitoramento de gastos

Você sabe quanto gasta por mês? Se não, agora é a hora de descobrir. Acompanhe seus gastos no período de um mês para descobrir exatamente para onde vai todo o seu dinheiro. Você está gastando muito com coisas ocasionais, como café e lanches de máquinas de venda automática? Você está ficando para trás em suas metas de economia ou gastando mais do que ganha? No final do mês, você deve ter uma resposta para todas essas perguntas.

Crie um orçamento

Depois de estabelecer uma lista de metas financeiras e examinar de perto seus hábitos de consumo, é hora de criar um orçamento que reflita como você deseja gastar seu dinheiro. Para criar um orçamento eficaz, comece com uma planilha de orçamento, onde você reunirá todas as suas demonstrações financeiras, registrará suas fontes de receita, criará uma lista de despesas mensais e fará ajustes a essas despesas.

Em seguida, você vai querer aprender como orçar seus gastos anuais e dividi-los para desenvolver um plano de gastos mensais.

Como vocês organizam suas finanças? Quais estratégias funcionam para vocês?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)