Ficha de compensação é uma das partes de um boleto bancário. Ela corresponde à segunda parte do boleto bancário. Boletos são uma forma de pagamento particularmente popular no Brasil. Afinal, aqui é um dos únicos países que utilizam esta forma de pagamento. Entender esta ficha de compensação vai te ajudar a identificar dados nos boletos e ver se as informações estão todas corretas.

O que é a ficha de compensação?

Basicamente, é a segunda parte de um boleto bancário.

O boleto é um título bancário. Quando o boleto é pago, a ficha de compensação fica com o banco ou instituição financeira que o recebeu. A ficha de compensação é então encaminhada para a devida compensação bancária.

Tamanho da ficha de compensação

A ficha de compensação precisa atender algumas especificações técnicas:

Altura: altura mínima da ficha de compensação deve ser de 95 mm. A altura máxima deve ser de 108 mm.

Largura: largura mínima de 210 mm, que é o tamanho de um papel A4. A largura máxima é de 216 mm, que é o tamanho de um papel carta.

Ficha de compensação de boleto

A ficha de compensação de um boleto é a parte que fica com quem está o recebendo. (Foto: divulgação)

Informações da ficha de compensação

Além das especificações técnicas de uma ficha de compensação, certas informações também estão presentes no boleto que precisam ser devidamente verificadas.

1. Parte superior

Informações na parte superior, da esquerda para a direita:

Nome do banco, instituição bancária, ou logotipo

Código de compensação do banco ou instituição bancária. Além do código, há também o dígito verificador. Estes números são separados por um traço, com ambos números em negrito. Os caracteres tem 5 mm e os traços tem 1,2 mm.

A próxima informação é a representação numérica do código de barras. É a chamada linha digitável. Quando você precisa digitar os números de um boleto, é esta linha que você deve digitar no momento do pagamento. As dimensões são de 3,5 mm a 4 mm para os números, com traços ou fios de 0,3 mm. Os números são divididos em 5 campos diferentes, com espaço entre eles de um caractere.

A última parte é o quadro de impressão, que contém as seguintes informações:

  • Local de pagamento
  • Data de vencimento
  • Cedente
  • Agência ou código do cedente
  • Data do processamento
  • Número
  • Valor do documento
  • Sacado, com nome e endereço completo

2. Parte inferior

A leitura deve ser feita da esquerda para a direita, com as informações abaixo.

O código de barras é a parte principal desta parte. É composto por 44 dígitos numéricos representados na barras. Estes números representam o seguinte:

  • Valor
  • Vencimento
  • Instituição financeira emissora do boleto
  • Quem tem de pagar o boleto

Entre diversas outras informações. 12 mm é a distância mínima que deve ser colocada entre a margem inferior e o centro do código de barras. A altura do código de barras deve ser de 13 mm, com uma largura de 103 mm.

Entre a margem esquerda do boleto e o início da impressão do código de barras, deve haver um espaço de 5 mm.

A autenticação mecânica é um campo com o escrito “Autenticação Mecânica/Ficha de Compensação”. A dimensão deste campo é de 2 mm, com traços de 0,3 mm.

A ficha de compensação, que é esta parte, fica na parte inferior do boleto. Assim, é mais fácil destacar esta parte para que ela seja guardada.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)