Você tem uma conta a pagar e seu contracheque só virá uma semana depois. Diante de uma situação como essa, o que você faria? Pedir emprestado de um amigo ou parente? Ficar atrasado em suas contas, ou talvez, considerar tomar um empréstimo consignado? Você pode nunca ter pensado que seria colocado nessa situação, mas com a recente grande conta médica que você teve que pagar, você não tem certeza do que fazer agora. Empréstimo de alguém próximo pode ser uma opção, mas você não quer complicar a outra pessoa também.

Como fazer crédito consignado?

Um empréstimo consignado pode parecer a melhor solução que você tem, especialmente quando o que você não precisa de muito dinheiro. Além disso, você garante que o dinheiro será reembolsado rapidamente, uma vez que ele já é descontado automaticamente do seu salário até o limite definido por lei. Exceto que, muitas vezes, não acaba assim por causa das características do empréstimo consignado. Aqui estão as razões pelas quais você nunca deve obter um empréstimo consignado. Você também pode descobrir as outras alternativas melhores que você pode encontrar.

Juros do empréstimo consignado

Se há uma coisa que você precisa saber sobre empréstimos consignados é que nem sempre eles tem as menores taxas de juros. Apesar de serem sempre garantidos pelo seu salário, já que são descontados diretamente, um empréstimo consignado pode ter juros mais altos para a finalidade que você precisa. Por exemplo, pegar um empréstimo consignado para pagar um carro pode sair mais caro do que financiar o veículo.

Sempre que for pensar no empréstimo consignado, veja as outras possibilidades disponíveis de acordo com a finalidade do empréstimo. Opções para financiar veículos, imóveis, e até equipamento profissional já existem com juros bem acessíveis.

Parcelas do empréstimo consignado

Ao contrário de um empréstimo pessoal, onde você empresta uma quantia em dinheiro e paga-a regularmente durante um período de tempo fixo e podendo atrasar os pagamentos, os empréstimos consignados geralmente exigem que você a pague de volta cada parcela quando recebe seu salário. O problema com isso é que você pode configurá-lo em um ciclo em que ficará permanentemente sem dinheiro. Por exemplo, você pode precisar de dinheiro novamente depois de ter pago seu empréstimo consignado.

A menos que você reduza drasticamente seus gastos no mês seguinte, você pode se esforçar para pagar a quantia inteira de dinheiro, uma vez que não pode ser dividido em parcelas menores que são mais gerenciáveis. Para este aspecto, um empréstimo pessoal com um cronograma de pagamento mensal estável e gerenciável pode ser melhor para ajudá-lo a gerenciar suas finanças. Outras dívidas podem pressionar suas finanças, mesmo com o consignado tendo limites, e prejudicar sua saúde financeira.

Empréstimo consignado com frequência

Basicamente, o crédito consignado para quem precisa pagar dívidas é uma grande armadilha. Por conta dos juros baixos, você pode se sentir atraído a usar o empréstimo sempre que se endividar. Use apenas uma vez para sair da dificuldade e se planeje financeiramente para não precisar mais dele. Por causa do fato de que não há verificação de crédito envolvida, pode-se ficar tentado a pedir emprestado de várias fontes, ou mesmo renovar o empréstimo anterior que você tomou. Este é basicamente o começo de uma espiral descendente, especialmente porque você estará perdendo dinheiro com juros e não estará direcionando seu dinheiro para o que importa.

Riscos do consignado

O empréstimo consignado pode não ser a melhor opção em diversas situações, e é preciso medir os riscos para evitar surpresas desagradáveis. (Foto: Patriot Software)

Como evitar o empréstimo consignado?

Uma das principais razões que você não deve tomar um empréstimo consignado é simplesmente você tem um monte de outras opções que são muito mais baratas. Dependendo de suas necessidades, provavelmente seria uma alternativa para você.

Para empréstimos rápidos, empréstimos pessoais de bancos podem agora ser aprovados em 24 horas, e normalmente cobram juros mais baratos das pessoas que tem acesso a empréstimos consignados, como aposentados, pensionistas, e funcionários públicos. Além do mais, você será capaz de obter uma quantia e usá-lo para qualquer tipo de pagamentos que você precisa, e pagá-lo de uma forma mais gerenciável usando parcelas mensais.

Se você precisar dos fundos para necessidades específicas, há também outros empréstimos para isso, incluindo empréstimos para renovação, empréstimos para automóveis ou empréstimos para estudo. Estes normalmente cobram uma taxa de juros ainda menor em comparação com um empréstimo consignado.

Até mesmo alguns cortes em exageros nos seus gastos podem ser melhor do que um empréstimo consignado. Todo momento em que você vê que precisa de um empréstimo pode ser uma ótima oportunidade para rever suas finanças e entender as causas da sua dívida, ao invés de sair pegando empréstimos. Você pode ver que cortando supérfluos pode sair da dívida mais facilmente.

Ter de recorrer a tomar um empréstimo consignado pode ser seu último recurso, mas também destaca problemas mais profundos sobre a gestão de suas finanças. Isto é especialmente verdade se você acabar pedindo para pagar suas contas diárias e necessidades, em vez de uma “crise financeira” súbita. Você pode ser capaz de pagar seu primeiro empréstimo consignado, mas depois de ter feito isso uma vez, é fácil ser tentado a emprestar no futuro. Então, faça questão de olhar para alternativas mais sustentáveis, bem como construir seu próprio fundo de emergência para evitar que o empréstimo seja novamente necessário.

Como você lida com empréstimos consignados? Quais estratégias utiliza para lidar com sua dívida?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)