Qualquer pessoa pode emprestar dinheiro e cobrar juros, mas geralmente são bancos. Eles usam os depósitos de poupança ou contas correntes para financiar empréstimos. Eles pagam taxas de juros para incentivar as pessoas a fazer depósitos. Os bancos cobram dos tomadores um pouco mais de juros do que pagam aos depositantes para que possam lucrar. Ao mesmo tempo, os bancos competem uns com os outros tanto pelos depositantes quanto pelos mutuários. A competição resultante mantém as taxas de juros de todos os bancos em uma faixa estreita entre si.

Mas ao comparar empréstimos, financiamentos e consórcios, quais opções se mantém com menores juros?

Como funcionam as taxas de juros de financiamentos, empréstimos e consórcios?

O banco aplica a taxa de juros ao total não pago de seu saldo de empréstimo ou financiamento. Em um consórcio, geralmente o valor de juros assume o nome de taxa de administração mas é, basicamente, uma taxa de juros também. É fundamental saber qual é sua taxa de juros. É a única maneira de saber o quanto isso adiciona à sua dívida pendente. Você deve pagar pelo menos os juros a cada mês. Se não, sua dívida pendente aumentará mesmo que você esteja fazendo pagamentos.

Embora as taxas de juros sejam muito competitivas, elas não são as mesmas. Um banco cobrará taxas de juros mais altas se achar que há uma chance menor de que a dívida seja paga. Por essa razão, os bancos sempre atribuirão uma taxa de juros mais alta a empréstimos rotativos, como cartões de crédito. Esses tipos de empréstimos são mais caros para gerenciar. Os bancos também cobram taxas mais altas para pessoas que consideram arriscadas. É importante saber qual é a sua pontuação de crédito e como melhorá-lo. Quanto maior sua pontuação, menor será a taxa de juros que você terá que pagar. Os bancos cobram taxas fixas ou taxas variáveis dependendo do tipo de finalidade do dinheiro.

As taxas fixas permanecem as mesmas ao longo da vida do empréstimo, financiamento ou consórcio. Seus pagamentos iniciais consistem principalmente em pagamentos de juros. Conforme o tempo passa, você paga uma porcentagem cada vez maior do principal da dívida. Se você fizer um pagamento extra, tudo vai para o principal. Você pode pagar a dívida mais cedo dessa maneira.

As taxas variáveis ​​mudam com a taxa básica de juros. Quando a taxa aumenta, o mesmo acontece com o pagamento do seu empréstimo, financiamento ou consórcio. Com estes empréstimos, você deve prestar atenção à taxa básica de juros, que é baseada na taxa dos fundos federais. Se você fizer pagamentos extras, ele também será direcionado ao pagamento do principal.

Opções para compras de bens

Identifique a melhor opção para comprar um bem e economize dinheiro no final das contas. (Foto: Stanford Online)

Entenda o CET da taxa de juros

O Custo Efetivo Total ou CET representa o custo total de juros anual pelo seu empréstimo, financiamento ou consórcio. Ele permite que você compare o custo de diferentes opções para pagar um bem. Ele inclui todas as taxas que um banco pode cobrar, além dos juros. O CET pode ajudá-lo a comparar diferentes opções para encontrar aquela que pagará menores juros.

Qual paga menos juros: consórcio, empréstimo ou financiamento?

Muito da taxa de juros dependerá do seu escore de crédito. Uma pontuação de crédito alta geralmente resultará em taxas de juros menores ou condições melhores para obter o dinheiro. Então, qualquer opção poderá ser melhor para você. Porém, historicamente, o que teremos são as seguintes condições:

Empréstimos: menores juros para se obter dinheiro sem uma finalidade específica ou para compra de bens para os quais não há financiamentos ou consórcios. Geralmente tem a desvantagem de ter os valores máximos muito menores que consórcios ou financiamentos.

Financiamentos: menores custos para quem quer comprar um bem e imediatamente tê-lo em mãos. Tem os menores juros para produtos específicos quando é dada uma entrada de pagamento e a taxa de juros é zero, que é uma condição promocional muito comum.

Consórcios: menores custos para quem não tem urgência em ter um bem, e para quem pode dar lances para ser contemplado com o sorteio do consórcio.

Seja qual for sua opção, não se esqueça de pesquisar, comparar, e exigir que as instituições financeiras ofereçam melhores condições que os concorrentes. Quanto mais informação você tiver, mais fácil será para obter um empréstimo, financiamento ou consórcio com menores custos.

Como vocês pesquisam as taxas de juros? Quais comparações fazem antes de fechar um contrato?

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)