Durante o pagamento de um financiamento estudantil como o FIES, pode haver um momento em que você possa ter problemas para efetuar o pagamento mensal do seu empréstimo de estudante. Um dos benefícios dos empréstimos estudantis federais é que eles têm flexibilidade incorporada que facilita o pagamento. Uma das opções flexíveis de pagamento é a possibilidade da renegociação dos pagamentos, o que pode ser melhor do que adiar os pagamentos (quando eles são possíveis).

Vamos falar sobre as opções.

Por que refinanciar o pagamento do FIES?

Ao refinanciar, você troca seus empréstimos existentes por um novo empréstimo com uma taxa de juros mais baixa ou uma condição melhor de pagamento, mais longa. Isso pode acontecer trocando o credor atual ou realizando uma portabilidade de crédito. Neste caso, seu novo credor pagará seus credores antigos e você fará pagamentos para o novo daqui para frente.

Para se qualificar para o refinanciamento de empréstimos a estudantes, você normalmente precisa:

Bom a excelente crédito: você precisará de uma pontuação alta, ou um fiador com bom crédito. Quanto mais alta sua pontuação – ou do fiador -, menor será a taxa de juros para a qual você se qualificará.

Fluxo de caixa confortável: você precisa de renda suficiente para pagar seus pagamentos de empréstimos estudantis e outras contas, como aluguel e cartão de crédito, sem se sentir muito apertado.

Se você estiver pronto para refinanciar, compare os credores para refinanciar empréstimos para estudantes para encontrar a taxa mais baixa para a qual você se qualifica. O refinanciamento não é uma boa opção se você deseja obter perdão dos empréstimos ao serviço público ou fazer pagamentos mais baixos por meio de um plano de pagamento baseado em renda – você perderá o acesso a esses programas se refinanciar um estudante federal

Vencimentos do FIES

Entenda o financiamento estudantil e quando ele pode ter seus vencimentos alterados. (Foto: Fundação Santo André)

Posso adiar o pagamento do FIES?

Sim, em algumas situações permitidas pelo FIES e descritas no site. O alongamento do prazo pode ser feito por estudantes que estão pagando suas parcelas normalmente ou aqueles inadimplentes que atendem a alguns requisitos. O pedido deve ser efetuado pelo SisFIES, com base nos dados que foram fornecidos pela Caixa. Após o pedido, o estudante precisa ir até a agência da Caixa onde o contrato foi firmado e formalizar o pedido.

Quais documentos preciso para adiar o pagamento do FIES?

Para assinar o aditivo de ampliação do prazo, é necessário apresentar os seguintes documentos na Caixa:

  • Documento de Regularidade para Alongamento de Amortização (DRA) extraído do SisFIES
  • Declaração de inexistência ou desistência de ação judicial contestando as condições do financiamento ou de embargos opostos, extraída do SisFIES
  • Cópia do documento de identidade, do CPF e do comprovante de residência do próprio e do fiador
  • Comprovante da renda do fiador em valor igual ou superior ao dobro do valor da nova prestação calculada

O que fazer se não consigo pagar o FIES?

O refinanciamento não é para todos, nem o adiamento. Mas existem outras maneiras de economizar no FIES.

Priorize sua dívida estudantil com juros altos primeiro: se você estiver enfrentando seus empréstimos estudantis de forma agressiva, direcione seus pagamentos extras para aqueles com a maior taxa de juros. Mas não negligencie seus outros empréstimos; pague o valor mínimo devido a todas as suas dívidas todos os meses para evitar a inadimplência.

Atenha-se ao plano de pagamento padrão: você terminará de pagar seu empréstimo – e os juros – após o prazo, se seguir o plano de pagamento federal padrão. Embora os planos baseados em renda possam parecer atraentes porque podem reduzir seu pagamento mensal, eles também aumentam o valor total dos juros que você paga.

Pague seu empréstimo mais rapidamente: é mais fácil falar do que fazer. Mas se você refazer seu orçamento ou conseguir uma agitação lateral, poderá pagar antecipadamente seus empréstimos para estudantes e economizar em juros no processo. Se você pagar mais do que o pagamento mínimo, peça ao seu credor ou administrador federal de empréstimos para estudantes que aplique os pagamentos extras ao seu saldo atual em vez do próximo pagamento.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)