O índice de solvência é uma importante informação para se saber sobre a saúde financeira de uma empresa. Entender este índice pode auxiliar tanto empresários quanto investidores para tomarem decisões quanto a negócios e dar melhores direções de gestão financeira. Vamos entender melhor este índice e seu cálculo.

O que é índice de solvência?

O índice de solvência é uma métrica chave usada para medir a capacidade de uma empresa de cumprir com suas obrigações de dívida e é frequentemente usada por possíveis credores comerciais. O índice de solvência indica se o fluxo de caixa de uma empresa é suficiente para cumprir com seus passivos de curto e longo prazo. Quanto menor o índice de solvência de uma empresa, maior a probabilidade de sua inadimplência ser cumprida.

Cálculo e fórmula de solvência

A fórmula para o índice de solvência é:

(Lucro líquido após impostos – Despesas não pecuniárias) / (Passivo de curto prazo + Passivo de longo prazo)

O índice de solvência é calculado dividindo a receita operacional líquida após impostos de uma empresa por suas obrigações totais de dívida. A receita líquida após impostos é obtida pela adição de despesas não monetárias, como depreciação e amortização, ao lucro líquido. Esses números são provenientes da demonstração de resultados da empresa. Os passivos de curto e de longo prazo são encontrados no balanço da empresa.

O índice de solvência de empresa

O índice de solvência está relacionado com a capacidade de uma empresa de pagar suas dívidas e se manter lucrativa. (Foto: seekingalpha.com)

Qual é o objetivo do grau de solvência?

O índice de solvência é uma das muitas métricas usadas para determinar se uma empresa pode permanecer solvente. Outros índices de solvência incluem dívida / patrimônio líquido, dívida total / total de ativos e índices de cobertura de juros.

O índice de solvência é uma medida abrangente de solvência, pois mede o fluxo de caixa real de uma empresa – em vez de o lucro líquido – adicionando depreciação e outras despesas não monetárias para avaliar a capacidade da empresa de se manter à tona. Ele mede essa capacidade de fluxo de caixa em relação a todos os passivos, e não apenas à dívida de curto prazo. Dessa maneira, o índice de solvência avalia a saúde de longo prazo de uma empresa, avaliando sua capacidade de pagamento de sua dívida de longo prazo e os juros dessa dívida.

Como regra geral, um índice de solvência superior a 20% é considerado financeiramente sólido; no entanto, os índices de solvência variam de indústria para indústria. O índice de solvência de uma empresa deve, portanto, ser comparado com seus concorrentes no mesmo setor, em vez de ser visto isoladamente.

A terminologia do índice de solvência também é usada em relação às companhias de seguros, comparando o tamanho de seu capital em relação aos prêmios emitidos e mede o risco que uma seguradora enfrenta de sinistros que não pode cobrir.

Exemplos de índice de solvência

Empresas de setores com dívidas pesadas, como empresas de serviços públicos e oleodutos, podem ter índices de solvência mais baixos do que aqueles em setores como a tecnologia. Para fazer uma comparação entre maçãs, o índice de solvência deve ser comparado para todas as empresas de serviços públicos, por exemplo, para obter uma imagem verdadeira da solvência relativa.

Veja os índices de solvência de duas empresas hipotéticas para um ano fiscal teórico e a comparação entre elas, supondo que ambas atuem no mesmo setor (em milhões de reais):

Lucro líquido: R$2.737 x R$14.293

Depreciação: R$2.298 x R$10.080

Lucro líquido + depreciação (A): R$5.035 x R$24.373

Dívida de curto prazo: R$12.708 x R$66.928

Dívida de longo prazo: R$11.031 x R$36.015

Dívida CP + Dívida LP (B): R$23.739 x R$102.943

Índice de solvência = (A) / (B): 21,21% x 23,68%

Ambas empresas têm sólidos índices de solvência acima de 20%. Isso significa que elas são capazes de liquidar suas obrigações de dívida de longo prazo quando vencem usando receita operacional. Os credores que examinam as demonstrações financeiras de uma empresa geralmente usam o índice de solvência como determinante da capacidade de crédito.

A mensuração do fluxo de caixa, e não do lucro líquido, é um determinante melhor da solvência, especialmente para empresas que sofrem grandes quantidades de depreciação de seus ativos, mas têm baixos níveis de rentabilidade real.

Resultados do uso do índice de solvência

O índice de solvência examina a capacidade de uma empresa de cumprir suas obrigações de longo prazo.

Essa proporção é mais frequentemente usada pelos credores em potencial ao avaliar a capacidade creditícia de uma empresa.

Um resultado percentual de proporção mais alta indica o aumento da capacidade da empresa de cobrir seus passivos a longo prazo.

Uma empresa pode ter um valor baixo da dívida, mas se suas práticas de gerenciamento de caixa forem ruins e as contas a pagar estiverem aumentando, sua posição de solvência poderá não ser tão sólida quanto seria indicado por medidas que incluem apenas dívida.

Ficou alguma dúvida? Deixem nos comentários suas perguntas e iremos responder!

Deixe um comentário

  • (não será divulgado)